Message



BRICS e a NOVA ORDEM INTERNACIONAL

Mais uma edição MARE LIBERUM apresentada no ISCIA


Publicado a: 23 Fevereiro 2015

Na passada sexta-feira, dia 20 de fevereiro, realizou-se a apresentação de BRICS e a NOVA ORDEM INTERNACIONAL, no auditório do Instituto Superior de Ciências da Informação e da Administração (ISCIA), obra esta que constitui mais um grande lançamento da Mare Liberum (editora para a Fundação para o Estudo e Desenvolvimento da Região de Aveiro), agora em parceria com a Caleidoscópio.

BRICS e a NOVA ORDEM INTERNACIONAL é uma obra coletiva coordenada pelo Prof. Doutor Jorge Tavares da Silva, docente e Coordenador do Departamento de Gestão e Relações Internacionais do ISCIA e Presidente do Observatório de Comércio e Relações Internacionais (OCRI), e focaliza o fenómeno das economias emergentes e a procura de uma nova ordem internacional alternativa por parte do Brasil, da Rússia, da Índia, da China e da África do Sul.

Prefaciado pelo Doutor João Gomes Cravinho, Embaixador da União Europeia (UE) na Índia, desde Janeiro de 2012, e embaixador não residente no Butão, tem cinco capítulos: sobre o Brasil, da autoria de Paulo Roberto de Almeida, diplomata brasileiro de carreira; o respeitante à Rússia é assinado por Sandra Fernandes, Professora na Universidade do Minho; Eugénio Viassa Monteiro, Professor da AESE - Business School escreve sobre a Índia; o Prof. Jorge Tavares da Silva chamou a si o capítulo China; e a África do Sul é o objeto do capítulo escrito por dois investigadores da Universidade de Brasília, Philippe Tshimanga Kabutakapua e Aninho Mucundramo Irachande.

O Dr. José Costa, Administrador da FEDRAVE, presidiu à cerimónia e referiu-se à atualidade e pertinência de BRICS e a NOVA ORDEM INTERNACIONAL, fazendo votos por novas parcerias editoriais entre a Mare Liberum e a Caleidoscópio. Jorge Ferreira, representante de esta última editora, corroborou as palavras do Dr. José Costa, esperando "estarmos à altura das expetativas de todos".

O Dr. José Luís Carneiro, Presidente da Câmara Municipal de Baião, ex-docente do ISCIA, especialista em assuntos africanos e em questões de desenvolvimento, fez a apresentação da obra e da sua utilidade, por ser uma investigação congregando dados que trazem à superfície uma importante problemática com já 60 anos. Uma investigação "oportuna, pois, efetivamente, de tempos a tempos, as constantes e as linhas de força dos estados vêm ao de cima e olhamos para elas como se algo de novo se tratasse, principalmente para as nações em questão.” Referiu-se ainda à obra como um bom instrumento de análise de informações objetivas, que permitem consolidar as relações de independência desenvolvidas entre os países alvos da investigação levada a cabo.

Por último, falou o coordenador da obra, Prof. Doutor Jorge Tavares da Silva, para dizer do seu agrado quer pelo interesse manifestado no número de presenças na sessão quer pela interação Mare Liberum-Caleidoscópio, e, sobretudo, pelo resultado de uma investigação de muito tempo, com grandes especialistas na matéria. Daí a sua certeza de que a obra constituirá uma mais-valia para os alunos de Gestão Internacional do ISCIA, assim como também para todos os interessados pelo momentoso assunto. "A investigação - disse - é sempre um trabalho de isolamento e de certas dificuldades, mas a compensação é muito grande". Há algum tempo que o orador investigava os BRICS, estranhando que não houvesse qualquer bibliografia em português. Eis por que entendeu ser tempo de avançar com a investigação agora editada.

"Um livro nunca é o trabalho de uma só pessoa e, neste momento, já é de todos, porque foi mesmo para isso que todos nós trabalhámos." A leitura de BRICS e a NOVA ORDEM INTERNACIONAL levará a "estarmos mais bem preparados para entendermos este nosso mundo, onde sobressaem grandes polos de poder diferenciado", é essa a convicção do Prof. Doutor Jorge Tavares da Silva.

O livro tem como entidades associadas, para além do ISCIA e do OCRI, a Fundação Jorge Álvares, o Observatório da China, o Centro de Estudos e Investigação de Segurança e Defesa de Trás-os-Montes e Alto Douro (CEISDTAD), o Instituto Internacional de Macau e o Centro de Estudos da População, Economia e Sociedade (CEPESE).

De edição limitada, a obra pode ser adquirida em mareliberumeditora.pt


Partilhe nas suas redes sociais:

Próximos Eventos


Topo